Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

Sargento relata que filho furtou pistola de madrugada para participar de roubo e morreu em confronto com Bope

O sargento da Polícia Militar identificado como P.R.A, lotado no 3º Batalhão, registrou um boletim de ocorrências relatando que seu filho, identificado como Leonardo, teria pego sua pistola calibre ponto 40, municiada com 15 balas, e saído na madrugada.

Leonardo é um dos seis mortos nesta quarta (29) em confronto com os policiais do Batalhão de Operações Especiais (Bope). Ele teria pego a pistola do pai para participar do crime de roubo juntamente com outros comparsas.

O grupo estava sendo monitorado desde a madrugada e antes das 06h da manhã desta quarta-feira (29) eles trocaram tiros com os policiais na região dos fundos do condomínio Belvedere e todos os criminosos morreram.

No boletim, registrado na central de flagrantes da Polícia Civil, o sargento relata que o filho tem tornozeleira eletrônica. Ele avisa que guardou a arma em seu quarto, por volta das 22h. E às 07h ele percebeu que a pistola não estava mais no local e nem o filho havia sido localizado.

Além de Leonardo, outros cinco homens morreram. O confronto ocorreu na região de mata do bairro Itamaraty, nos fundos do Belvedere. Os criminosos estavam em dois carros, sendo um Corolla blindado e um Uno. Seis armas, um colete balístico, máscaras e rádios HTs foram localizados dentro dos veículos.

Toda ação está sendo investigada pela Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), sob o comando do delegado Caio Albuquerque.

Por Max Aguiar

Deixe seu comentário: